Meu caro Donald

 

BRasil XVII

Bica Curta servida no CM, 3.ª feira, dia 20 de Agosto

Meu Caro Donald, deves-nos uma. A nós, portugueses. Um dia destes, passamos por Washington, pagas-nos uma bica curta e está feito. Isso de desatares a comprar a Gronelândia, fingindo que é originalidade americana, sem dizeres que nos estavas a imitar, tem de acabar. Bem sabes que, à conta da ocupação espanhola, os holandeses nos sacaram o Brasil. Corridos os Filipes, fomo-nos aos holandeses e demos-lhes uns valentes enxertos de porrada, mas cansados de guerra acabámos por lhes comprar o Nordeste pelo que hoje seriam quase 550 milhões de euros. Ainda nem pátria tinhas, foi no século XVII, Donald. Vê se pagas direitos de autor!

Costa vs Trump

keyboard and 3d chart on finance report

Bica Curta servida no CM, 3ª feira, dia 21 de Maio

Os resultados económicos de António Costa são quase tão bons como os de Donald Trump. É pelo menos o que leio ao beber a bica curta. No primeiro trimestre de 2019, Costa pôs-nos a crescer 1%, o que é um enorme salto comparado com o crescimento anão dos últimos 12 anos; Trump pôs os EUA nos 3,2%. Costa fechou o trimestre com o desemprego nos 10,1% – melhor só em 2011; Trump reduziu o desemprego a 3,6%. Costa criou 145 mil empregos, Trump criou 4,5 milhões desde que foi eleito. Ambos podem gritar, Costa do Cristo-Rei, Trump da Estátua da Liberdade, que melhoraram o poder de compra dos cidadãos. Será a economia cega à ideologia?