Os macacos

 

marega
Marega e a nobreza do herói

Bica Curta servida no CM, na 4.ª feira, 19 de Fevereiro

Ulular como um macaco a um jogador negro é baixo racismo. O que os adeptos fizeram em Guimarães tem um nome: um cobarde acto de racismo. Marega saiu do estádio com a nobreza de um herói.

Dar daqui o salto para a generalização é tentador para agendas políticas identitárias. Mas é abusivo. Um exemplo: se um delinquente negro assaltar e ferir um taxista, isso não autoriza os emocionados taxistas virem dizer que Portugal tem um problema estrutural de assaltos da comunidade negra. Não tem. Os bandidos de Guimarães devem ser presos e expulsos dos estádios: fiquem a ulular em casa que os brancos são tão macacos como os negros.

4 thoughts on “Os macacos”

  1. Não sei se estes fenómenos têm a ver com as minorias.
    Todavia, creio que o racismo é exaltado de maneira assustadora, quando se refere a algum acto (sempre condenável) em relação ao negro. Parece que o mesmo não se verifica,(pelo menos) com tanta empolgação quando é o contrário.
    Não sou, obviamente racista…mas todas estas manifestações deixam-me a pensar que algo não vai bem. Já vi estes casos no Brasil, onde a punição é forte!

    Like

  2. um golpe muito baixo, que, por acaso ou sem ele, não julgo ser apenas próprio de alguns vimarenenses. Mas que urge extinguir. Ou, como diz o Manuel, prender em casa.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.