O rapaz que nunca diz palavrões

Nunca na vida tinha visto um insulto ser tão bem tratado. A revista Sábado tratou assim, com assinatura de Sónia Duarte Bento, o meu livrinho vermelho:

sábado

O meu livrinho, que é de me envergonhar a mim, como envergonharia Vénus, Afrodite, talvez mesmo Sade, o divino Marquês, tem esta capa e há dois dias que está nas livrarias portuguesas. Agora, é com os leitores. O que eu gostaria de o ver nas vossas mãos.

INsultos

4 thoughts on “O rapaz que nunca diz palavrões”

  1. Já comprei e já li. Tenho um Dictionnaire des mots qu’on dit GROS.. de l’insulte et du dénigrement, da autoria de Robert Gordienne, um livrinho de 500 páginas com citações de 200 autores de Aristófanes a Virginie Despentes passando por Céline. Ainda vou na letra J. É calão mas cheio de erudição.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s