O garrafão da demagogia

Bica Curta servida no CM, na 3.ª, dia 1 de Outubro

abertura_clima

À conta da menina Greta Thunberg vi muitos comentadores levar à boca o garrafão da demagogia. Ressuscitaram conflitos de geração e puseram vestes em fogo no altar da juventude. Convido-os para duas serenas bicas curtas. Uma: o discurso de Greta apaga a ciência do mapa. Há aquecimento global, os humanos contribuem, mas a ciência não sabe, hoje, se os humanos são a causa dominante. Agir sem saber é demagogia.

Outra bica: mesmo o relatório do painel do clima da ONU não diz que se mate o crescimento económico como pedem as lágrimas de Greta. O alarmismo e as soluções dela são populismo ecológico. Cuidado com a chantagem das lágrimas.

Ciência ou indignação

Bica Curta servida no CM, na 5.ª, dia 8 de Agosto

nuclear

A aflição de novos e velhos com o clima é legítima e nobre. Mas ao vermos uma menina, Greta Thunberg, empurrada para o papel dos três pastorinhos, é legítimo e nobre afligirmo-nos com o halo mágico e salvífico que a santifica. Ora, só a ciência oferece armas de combate à catástrofe. Duas armas: primeiro, a energia nuclear, limpa e segura, que a França, Canadá e Suécia usam; segundo, a captura e armazenagem de carbono, sepultando-o em formações geológicas subterrâneas.

Essa tecnologia limpa em profundidade os mais sujos emissores de carbono e há centenas de unidades já na Ásia. A ciência é melhor bica curta do que a indignação.