Três bicas já frias

Tenho andando numa azáfama do caneco. Sabe-me a vulcão em erupção. Mas não sei se é bom para a minha idade. Assim como assim, deixei esfriar as bicas de há duas semanas. Aqui estão elas.

zane grey

Bica Curta servida no CM, 3.ª feira, dia 15 de Outubro

A Natureza

Por falar de natureza. O meu pai sabia coi­sas pelo vento, sol e nuvens, se ia chover, se era meia-noite ou meio-dia. Sou de uma gera­ção que soube tudo pelos livros. Muitos livros que li ama­vam o ar alto que roça o céu, a fímbria do mar, o capim do mato. Num livro do Oeste Sel­va­gem, “Desert Gol­d” de Zane Grey, litera­tura de ter­ceira classe, havia um índio yaqui que se fun­dia com a noite, com o rumor de um rio, com os cac­tos do deserto, num pan­teísmo de aven­tura e risco. Falhei a vida: eu nunca quis nem quero ser nenhum livro. Eu que­ria ser o índio – e hoje sei que nunca o serei.

E pronto, já falei de natureza – e do meu pai.

Bica Curta servida no CM, 4.ª feira, dia 16 de Outubro

Umas estátuas

E se o debate político bebesse um jarro de detox? Ou, à ordem dos meus avós Isaura e Brigas, fizesse uma purga? Queixamo-nos da língua grossa de André Ventura. Mas mesmo a linguagem do debate entre esquerda e direita democráticas é um estrugido de populismo.

Vítor Gaspar e Mário Centeno mereciam duas estátuas pela restauração das nossas finanças. Passos Coelho e Costa mereciam outra, a de Passos dois dedos maior do que a de Costa: tiraram-nos da bancarrota. Começar por saudar o óbvio no campo democrático talvez ajudasse a estancar a avassaladora suspeita de café, táxi e facebook de que os políticos são só e apenas corruptos.

Bica Curta servida no CM, 5.ª feira, dia 17 de Outubro

Qual fogo, qual nada

Apetece ir tomar a bica à universidade de Stanford nos Estados Unidos. Cientistas e engenheiros desenvolveram uma espécie de gel, à base de fosfato de amónio, que pode ser facilmente pulverizado em vastas áreas de floresta sujeitas a alto risco de incêndio, impedindo o aparecimento de fogos. Mesmo que venham chuvadas malucas o gel resiste e não deixa que o fogo se propague. Este gel dá beijinhos a Mário Centeno: é barato e fácil de aplicar. E dá beijinhos ao ambiente: não é tóxico, feito de produtos da indústria alimentar e médica. Basta pulverizar zonas de risco e a sua acção é garantida por meses. Nunca o fogo viu nada assim.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.