Porque hoje é sábado. De ressurreição

vinicius-de-moraes

Não  nos deixemos entalar. Nem encavalar. O mundo está, sempre esteve, perigoso. O mundo é, sempre foi, injusto. A bela democracia grega tinha escravos dentro de casa. Não se deixem impressionar com a contabilidade do passado e com a promessa de amanhãs que cantam. Ninguém tem de ter o Universo às costas. A felicidade é para hoje, é mesmo para agora.

Os piores Pides são os Pides da felicidade. Andam por aí a caçar risos. Andam por aí a a medir prazeres. Trazem debaixo do sovaco causas circunspectas e fracturantes, angústias que fazem da humanidade passada um rolo de carne de maldade e crime. É mentira.

Não se deixem amarrar com o que a boca deles diz, mas os olhos deles nunca viram. Não é preciso adiar nada para ajudarmos o mundo a ficar melhor. Beijem. cantem, bebam, amem. O mundo agradece. E depois trabalhem. Façam o melhor que conseguem fazer. Criem. Riqueza também. Não explorem os miseráveis fazendo deles bandeira. O que ajuda os pobres, desfavorecidos, desiguais, não é o angustiado enlevo das boquinhas em forma de cu. É a riqueza que pode ser repartida.

Porque hoje é sábado, como dizia Vinicius. E é de ressurreição.