Massajar o ambiente

Bica servida no CM, 3.ª feira, dia 4 de Junho

painel-paisagem-verde

Direita e esquerda democráticas, as alternativas à gestão do bom e abençoado capitalismo, deviam sorver dia a dia a causa ecológica como quem saboreia a bica cheia. Se procuramos uma mão invisível, que massaje com natural ternura o ambiente, essa mão é a da economia de mercado, da livre iniciativa e a da inovação tecnológica.

E não é por pensamento mágico. Vejamos: a oferta e a procura obrigam o mercado a satisfazer o consumidor e o consumidor quer limpo e verde. Depois, a competição exige um desenvolvimento que só a ciência e a tecnologia sustentam. E há essa coisa da propriedade: querermos limpo e a brilhar o que é nosso.