Sinto a falta

angola
Sinto falta de pessoas como estas. Lembro-me de uma fotografia dos meus pais, ele com um casaco assertoado como este, ela com saia-casaco parecido. Gente de paz

Às vezes, sinto falta de algumas coisas. Ou de algumas pessoas. Ou de algumas velhas sensações.

Sinto a falta
De histórias maravilhosas e verdadeiras sobre mulheres e homens, sobre traições, facas e tangos, cigarros ansiosos e lençóis clandestinos.

Sinto a falta
De pessoas que finjam com gentileza que não lhes interessa compreender o mundo e que acreditem, desinteressadas, num hedonismo cósmico.

Sinto a falta
De um pensamento que não se esgote em depressões taciturnas, em dores de cabeça do tamanho de um comboio, ou na venalidade de chás e bules.

Sinto a falta
De uma academia consciente de que a nossa melhor metafísica é cómica. Só no riso há metafísica.