O fascismo islâmico

islamique

Bica Curta servida no CM, na 3.ª feira, dia 3 de Dezembro

Já tomei aqui a bica com ela, apesar de Zineb el Rhazoui não a poder tomar livre e descontraída como nós. Jornalista do Charlie Hebdo, Zineb escapou ao abominável e sangrento atentado em quem assassinaram 12 dos seus camaradas jornalistas. Zineb, então em Casablanca, sobreviveu.

Desde esse dia, mais combate sem tréguas o integrismo islâmico. A sua filosofia é límpida e cristalina: só há uma lei, a lei da República, e essa lei aplica-se também ao Islão. Ameaçada de morte e a viver sob rigorosa protecção policial, recebeu agora o prémio Simone Veil. Escreveu um livro, “Destruir o Fascismo Islâmico”. Prometo que o vou publicar.