Um estado de espírito

Estou num estado de espírito Jethro Tull. Estou num estado de espírito instrumental, um irreconhecível estado de espírito, batido a sopros de flauta e nostalgia. Estou num estado de espírito de Bach em plena Restinga do Lobito, com saudades vocais da Mitas e do Padre Augusto, do meu brother Rui Alves, dos alunos de quase a minha idade, Tina Leite Velho, Teresa Belo, Fernando e Semedo, o singular puto Quitos, filho de seu pai e depositário de toda a esperança, a Regina Queiroz, as queridas manas Mendonça.

As saudades são nómadas: vão da Restinga para a Ilha, para a minha igrejinha da Senhora do Cabo e dos cursos revolucionários de alfabetização, em Luanda, para os manos cristãos, mano Abílio, mana Faty, Victor Melo, as três Nandas, Cardoso, Dias e Guerra, a Tita, os ainda mais manos Mindo e Cesarito.

A Bach e a flauta, as saudades apertam-me docemente o crânio cada vez mais europeu. As saudades são como uma catedral de silêncio, luz, sombras e contemplação. Páram o tempo, expandem o passado, arrastam-nos para cordilheiras de aromas e sabores que julgávamos perdidos. As saudades que tenho até dos poucos amigos com que me zanguei. Estou num estado de espírito de tempo e silêncio, céus e beijos, voz e quebranto.

2 thoughts on “Um estado de espírito”

Leave a Reply to ribasmonteiro Cancel reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.