A Lady e o Amante

o-amante-de-lady-chatterley

Bica Curta servida no CM, 4.ª, dia 13 de Novembro

No ano em que o seu autor o escreveu, ninguém se atreveria a ir tomar a bica curta levando na mão “O Amante de Lady Chatterley”. O romance conta, de forma tão bela como explícita, a escaldante relação de uma mulher casada e aristocrata com o seu viril guarda de caça. Foi em 1917, podia fazer-se a Revolução de Outubro, mas a erótica fusão de distintas classes sociais, está quieto ó meu!

Só em 1960, faz agora 59 anos, os ingleses o editaram, vendendo 200 mil livros no primeiro dia. Mesmo assim, na Escócia queimaram exemplares e no País de Gales as livreiras recusaram segurar no livro com as mãos. O Reino Unido é um bicho bizarro.

2 thoughts on “A Lady e o Amante”

  1. Li-o há tantos anos… não em 1966. E como lhe pegaram as livreiras para o entregar aos clientes, dado que vendeu tanto. Talvez com pinças. Ou luvas. Contudo, o livro não tinha sarampo ou outra infecto contagiosa. Era a luz do tempo.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.