Sou invisível

Komé, meus kambas da Vila Alice dos ano 60 e 70, lembram-se quando queríamos ser invisíveis? Olha só aí a curte desses canadianos…

Bica Curta servida no Cm, 4.ª feira, dia 6 de Novembro

Era o sonho dos miúdos da minha rua: sermos invisíveis. Eu tinha um objectivo: devorar todos os bolos de chantilly de Luanda. À borla e sem bica curta. Anos depois, o meu objectivo já era inconfessável e menos público. Adiante.

No Canadá, a empresa de camuflagem militar HyperStealth realizou o sonho. Criaram um material que dá invisibilidade a quem o usa. Soldados ou tanques ficam invisíveis aos olhos dos inimigos e a sensores visuais e podem fazer acções de sabotagem sem ser vistos por câmaras ou olhos humanos. Ficam só, na areia, as pegadas de soldados que ninguém viu. Não era esta, juro, a inconfessável guerra com que sonhei.

2 thoughts on “Sou invisível”

  1. Bem me parecia que era retardada. Continuo a sonhar com a invisibilidade. Sem pegadas, sem nada.
    E o vídeo temos de ir vê-lo ao you tube:). Mas chamar-nos a atenção para, já vale.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.