Do fundo do coração

mick

 

Bica Curta bebida no CM, na 4ª feira, dia 3 de Abril

A juventude é eterna, certeza que enfiei no sangue nos anos 60. Mick Jagger é a prova científica dessa certeza. Hoje, leio os jornais e caio de cu na calçada da desilusão. A tournée americana dos Rolling Stones foi adiada: Jagger vai ser operado ao coração.

Estranho sinal de humanidade. Jagger, com a abençoada rebeldia que lhe punha o diabo no corpo, era a negação do destino de perda e morte que nos espera. Jagger jorra vida. Da cama dele saíram oito filhos, cinco netos, uma bisneta. No palco sai-lhe, da boca às pernas, uma sexualidade eléctrica, uma insatisfação transcendente. Não nos roubem esse último sopro de rebeldia.

2 thoughts on “Do fundo do coração”

  1. Olhe, é melhor eleger outro rebelde, este está com os pés para a cova. Parece-me bem que a sexualidade eléctrica queimou os fusíveis. Ardeu. E espero que já se tenha levantado que na sua idade as quedas dessa modalidade são fatais para o cóxis.
    Mas o seu modo de escrita, curta ou longa, é bastante atractivo. Isso é que sim.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.