Também o Verão se esvai

Lullaby. Gostava que ouvissem.  O meu norueguês já teve melhores dias, mas se bem percebi este lamento de Solveig, roubado a Grieg, ao seu Peer Gynt, as palavras em português seriam aproximadamente estas:

“Passa o Inverno, desaparece a Primavera
desaparece a Primavera.
Também o Verão se esvai e o ano depois,
o ano depois.
Uma coisa sei certa, hás-de voltar
hás-de voltar.
E como te prometi, estarei à tua espera
estarei à tua espera.

Deus te ajude pelos caminhos que corres sozinha
que corres sozinha.
Deus te dê a Sua força quando ajoelhares ao seu trono
quando ajoelhares ao seu trono.
Se agora estás no céu e esperas por mim
No céu por mim
No céu nos encontraremos, meu amor, e nada nos separará
Nada nos separará!”