O amor é como os barcos

A canção francesa, mesmo quando sai com um piquinho a foleiro, tem charme. Eu arrependo-me, agora que já vou ligeiramente para velho, de não ter gostado mais de Sylvie Vartan quando era novinho. Há dias, ouvi esta canção dela numa série francesa e rendi-me. Sugiro que semicerrem os olhos para obnubilar o cenário televisivo e deixem vir os barcos e o mar de Sylvie. E não se admirem se se sentirem um bocadinho Johnny Halliday.

Dito isto, que só foi dito para me fazer interessante, o que conta é que é uma belíssima canção.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.