Feira no Parque: três sugestões

Três sugestões para a Feira do Livro

Mesmo que comece por ir à praia – este calor de Setembro está a pedi-las! – não deixe, depois, de vir à Feira do Livro, no Parque Eduardo VII, e de se encostar ao stand A 50 e 52, o pavilhão da Guerra e Paz. Tem umas 300 razões para nos visitar e levar consigo um dos livros da sua vida. Os Maias? Temos. A Madame Bovary? Temos. O Lord Jim? Temos! 

Mas deixe-me fazer-lhe três sugestões. Olhe, nem que seja só pelo título, leve,para sua leitura deste fim de semana, Nos Sonhos Começam as Responsabilidades. É um livro de Delmore Schwartz, um dos raros segredos da literatura norte-americana, um escritor para pôr ao lado dos Hemingways, Steinbecks ou Belows. Este livro, mal começa, mete-nos numa sala de cinema de Nova Iorque, descobrindo o espantado narrador que na tela estão os seus próprios pais. Talvez sejam os nossos, digo eu…

Outra sugestão é a nossa edição de O Principezinho, de Antoine de Saint Exupéry. Primeiro, por ser diferente de todas as outras que estão no mercado. O texto e os desenhos são os mesmos, claros, mas juntámos-lhe dois grãos que fazem a diferença. Um texto final com desafio aos leitores e um tratamento gráfico dessas 16 páginas que se ligam bem ao original. Dois grãos apenas, um de sal, outro de pimenta, e que diferença.

A terceira sugestão, mete Salazar, o nosso ditador de 40 anos. O livro chama-se O Último Exorcista de Lisboa. Não o último exorcista não é Salazar, qa quem um exorcismo não teria feito mal. O livro é uma monografia biográfica de um padre holandês, padre holandês que foi, nem mais, nem menos do que o último confessor de António Oliveira Salazar. Este livro sobre o padre Gregório Verdonk é um livro cheio de revelações, algumas das quais menos apreciadas, para dizermos assim, pela hierarquia católica. 

E eis o top dos 15 mais vendidos depois do fecho, ontem à noite, 5.ª feira. Imbatível e imperial, o Este Vírus que nos Enlouquece continua em primeiro lugar. A surpresa é que Observação da Gravidade, a estreia poética de André Osório, passou para segundo lugar. O pavilhão de um editor que consegue ter um pequeno livro de poemas, de estreia, no seu top de vendas e em segundo lugar, merece a sua visita. Ficamos à espera.

  1. Bernard-Henry Lévy, ESTE VÍRUS QUE NOS ENLOUQUECE
  2. André Osório, OBSERVAÇÃO DA GRAVIDADE
  3. Adolf Hitler, MEIN KAMPF-A MINHA LUTA
  4. Isaiah Berlin, O OURIÇO E A RAPOSA
  5. Louise May Alcott, MULHERZINHAS
  6. Adolfo Coelho, CONTOS TRADICIONAIS PORTUGUESES
  7. Sun Tzu, A ARTE DA GUERRA
  8. Fernando Venâncio, ASSIM NASCEU UMA LÍNGUA
  9. François-Xavier Fauvelle, ATLAS HISTÓRICO DE ÁFRICA
  10. Herman Melville, MOBY DICK
  11. Jane Austen, ORGULHO E PRECONCEITO
  12. Inês Leitão, O ÚLTIMO EXORCISTA DE LISBOA
  13. Mao-Tsé Tung, O PEQUENO LIVRO VERMELHO
  14. Louise May Alcott, BOAS ESPOSAS
  15. Machado de Assis, DOM CASMURRO

2 thoughts on “Feira no Parque: três sugestões”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.