Um fogo do inferno

notre dame

Bica Curta servida no CM, 3ª feira, dia 16

Tomo a bica a escaldar. Arde em Paris uma parte do meu mundo. Os portugueses que viveram o salazarismo sabiam que, para lá do policiado quintal lusitano, havia outro mundo, a França. Ou melhor, Paris. Mais do que a Torre Eiffel, Paris era os cinemas de St. Germain e, no meio do Sena, a Catedral de Notre Dame. Fugíamos do Portugal salazarista, para delirarmos com salas de cinema e uma igreja. Num lado a volúpia de cenas profanas, eróticas a 24 imagens por segundo, do outro, o recolhimento das imagens em pedra, uma nave gótica e vitrais a fazer-nos em vida subir ao céu. Dói muito ver a nossa memória arder num fogo do inferno.

4 thoughts on “Um fogo do inferno”

  1. Caríssimo,

    Os cinco violinos dominaram durante as décadas de quarenta e cinquenta, excelente texto, obrigado!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.