Primavera

Matsuo Bashô

Ninguém cultiva em Portugal o haiku com o rigor e a justa medida que lhe empresta o poeta José Guardado Moreira. O haiku é, além das suas características formais, um depurado caminho para a Natureza. A chegada da Primavera justifica-o. Agradeço ao José autorizar-me a publicação.

Orvalho:
a brisa canta
a raiz dança.

( Equinócio de Primavera
20 de Março, às 21h. 58m.)

José Guardado Moreira

4 thoughts on “Primavera”

  1. Sem desmerecer o haiku que não é para qualquer um, Hemingway afirmava que conseguia escrever uma história com 6 palavras.
    Também não é para qualquer um. Blogs existem em que se tenta a experiência:
    http://www.sixwordstories.net, por exemplo.
    Ainda hei-de tentar. Tu, Manuel, prolífico que és com as palavras, não te conseguirás conter..
    Abraço.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.