Poemas de guerra em busca de paz

Eugénio Lisboa, ensaísta, escritor, poeta, do remanso dos seus 90 anos dirige-se aos seus contemporâneos, ou seja, a nós. Fá-lo com uma alacridade e uma agilidade que nos convidam a sorrir e a desarmar a tenda da chata seriedade e do ensimesmamento. Pede-nos que que encaremos a vida com um sorriso irreverente. A ler os Poemas em Tempo de Peste sentimo-nos todos como uns bons malandros. Já estávamos a precisar de um mimo destes.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.